O que é um segurado especial do INSS?

Como é feita a contribuição do segurado especial?

Funciona do seguinte modo: toda vez que o segurado especial vender a sua produção à uma empresa, por exemplo, será aplicado um percentual de contribuição em cima do valor do negócio. Atualmente, é aplicado o percentual de 1,3% sobre o valor bruto da comercialização da produção rural.

Quem é o segurado especial?

O Segurado Especial é o trabalhador rural que, individualmente ou em regime de economia familiar, exerce atividade agropecuária em pequena propriedade rural ou como pescador artesanal, ou até mesmo em outras atividades rurais definidas pela lei.

Como saber se sou segurado especial do INSS?

Então, para você ser considerado segurado especial você deve atender dois requisitos:

  1. trabalhar no meio rural, mesmo que não seja proprietário da terra; …
  2. ter a sua subsistência e da sua família garantida pelo seu trabalho rural.

Qual a diferença entre segurado especial e contribuinte individual?

A principal diferença entre segurado especial e contribuinte individual é o tamanho da terra explorada e a ausência do elemento família enquanto fonte da atividade produtiva.

É INTERESSANTE:  Qual o número do WhatsApp da Porto Seguro?

Quais as vantagens do segurado especial?

Os segurados especiais têm direito aos benefícios de aposentadorias por idade e invalidez, auxílio-reclusão, auxílio-doença e auxílio-acidente, pensão por morte e salário maternidade, os benefícios correspondem ao valor do salário mínimo vigente.

Como é a contribuição do trabalhador rural?

Assim, desde a edição da Lei 13.606/2018, a contribuição do segurado especial é de 1,2% sobre a produção rural e de 0,1% para financiamento das prestações por acidente de trabalho.

O que descaracteriza a qualidade de segurado especial?

Caso você não saiba, não descaracteriza a qualidade de segurado especial a hipótese do trabalhador exercer atividade remunerada em período não superior a 120 dias, corridos ou intercalados.

O que é aposentadoria rural ou especial?

No caso da aposentadoria rural, o tempo de atividade pode ser utilizado para se aposentar no INSS. É o que autoriza a legislação previdenciária que oferece algumas vantagens aos trabalhadores rurais junto à Previdência. Porém com algumas particularidades que devem ser observadas antes de solicitar o benefício.

Quem são os segurados empregados?

Segundo o artigo 11, I, da lei 8.213/91 é segurado empregado CLT “aquele que presta serviço de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter não eventual, sob sua subordinação e mediante remuneração, inclusive como diretor empregado”.

Quais as outras fontes de rendas permitidas aos segurados especiais?

Dentre essa fatos podemos citar a outorga, por meio de contrato escrito de parceria, meação ou comodato, de até 50% (cinquenta por cento) de imóvel rural cuja área total não seja superior a 4 (quatro) módulos fiscais; a exploração da atividade turística da propriedade rural, inclusive com hospedagem, por não mais de …

Como é considerado o período de carência para o segurado especial?

Para fins de concessão de benefício, cujo período de carência é de doze meses, o segurado especial deverá apresentar apenas um dos documentos há pouco exemplificados, comprovando a atividade rural no referido lapso (últimos doze meses).

É INTERESSANTE:  Como pedir carro reserva no seguro?

Quais documentos comprovam atividade rural?

Quais documentos você precisa para comprovar o tempo de serviço rural?

  • Contrato individual de trabalho ou CTPS;
  • Registro de imóvel rural;
  • Comprovante de cadastro do INCRA;
  • Notas fiscais de entrada de mercadorias;
  • Bloco de notas do produtor rural;
  • Declaração do Sindicato dos Trabalhadores Rurais;

O que é regime de economia familiar ou individual CNIS?

Entende-se como regime de economia familiar a atividade em que o trabalho dos membros da família é indispensável à própria subsistência e é exercido em condições de mútua dependência e colaboração, sem a utilização de empregados”.

O que é segurado contribuinte individual?

Contribuinte individual

Contribuintes individuais, por sua vez, são pessoas que eventualmente prestam serviços a empresas, sem haver um vínculo de emprego formal ou, ainda, aqueles que trabalham por conta própria. Basicamente, trata-se de indivíduos que recolhem individualmente suas devidas contribuições.

Qual a diferença entre regime de economia familiar e individual?

Se um dos membros da família se dedicar à produção rural ou à pesca artesanal sem a contratação de empregados, ele será considerado segurado especial que exerce suas atividades em regime individual. … Não se trata de regime individual dentro do familiar, e sim de regime individual contraposto ao familiar.