You asked: Quanto tempo de garantia de um Guarda roupa?

Qual o tempo de garantia de um Guarda-roupa?

A garantia legal é estabelecida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC) e independe de previsão em contrato. Assim, o consumidor tem 30 dias para reclamar de problemas com o produto se ele não for durável, ou 90 dias se for durável.

Qual o prazo de garantia de um móvel?

Por lei o consumidor tem direito à garantia dos produtos adquiridos, a chamada garantia legal, estabelecida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). Assim, o cliente de uma marcenaria tem 90 dias para reclamar de problemas com bem duráveis independente de previsão do contrato.

Qual é o prazo de garantia de um sofá?

Sendo assim, os prazos legais para reclamar serão os mesmos, 30 dias para produtos não duráveis e 90 para duráveis.

Qual a garantia de uma roupa?

O Código de Defesa do Consumidor assegura um prazo de até 90 dias para produtos duráveis (eletroeletrônicos, roupas, por exemplo) e 30 dias para produtos não duráveis (alimentos, por exemplo).

Qual a garantia de um produto por lei?

Todo produto, por lei, tem garantia, independente de ser oferecida ou não pelo fornecedor. É a chamada “garantia legal”: 30 dias para produtos não duráveis e 90 dias para produtos duráveis. A garantia oferecida pelo fornecedor é complementar à legal: é a “garantia contratual”, oferecida mediante documento escrito.

É INTERESSANTE:  Qual o prazo para receber um seguro de vida?

Qual prazo de garantia de um produto?

De acordo com o artigo 26 do Código de Defesa do Consumidor, o prazo para reclamar dos vícios (defeitos) de fácil constatação é de noventa (90) dias para produtos duráveis ., e de 30 dias para produtos não duráveis.

Qual é o prazo de garantia de um produto?

O prazo começa a contar a partir do recebimento do produto. Em casos de vício oculto (aquele defeito que só se mostra depois de um certo tempo de uso do produto), o prazo da garantia legal começa a contar a partir da constatação do defeito.

Qual o prazo de garantia para bens duráveis?

O PL 1.750/2019 altera o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078, de 1990), estabelecendo o período de 60 dias de garantia para bens duráveis e de 30 dias para bens não duráveis — prazo que deverá ser contado após o término da garantia estipulada pelo fornecedor.

O que cobre a garantia de um sofá?

Desbotamento causado pela exposição direta à luz solar; Uso indevido de produtos para impermeabilização; Danos causados por agentes da natureza, como inundações ou acidentes de qualquer espécie; Consertos realizados por pessoas não autorizadas pela empresa.

O que a garantia do sofá cobre?

Defeitos visíveis no ato da entrega: revestimento rasgado, manchado, sujo, estrutura quebrada, incompleta, desalinhada entre outros de fácil constatação; • Problemas causados pela não observância das recomendações de uso: limpeza incorreta, revestimento desbotado, trincado, sujo, manchado entre outros causados pelo mau …

Qual o tempo de garantia de uma TV?

O código estipula um prazo de 30 dias para reclamar de defeitos em produtos não duráveis (bebidas, por exemplo), e 90 dias para duráveis (uma televisão, por exemplo).

É INTERESSANTE:  Quanto tempo de garantia tem um motor de geladeira?

O que é considerado defeito de fabricação em roupas?

No caso de uma peça de roupa, o comerciante não é obrigado a trocá-la se o tamanho não é adequado ou a pessoa não gostou da cor ou do modelo. … Embora cada loja possua sua própria política de troca, em geral, usa-se a regra de 30 dias, desde que o produto tenha a etiqueta, não tenha sido usado e não tenha avarias.

Qual o prazo de troca para roupa?

Para produtos com defeito, 30 dias para aqueles chamados de não-duráveis (que se esgotam com o uso, como cosméticos, por exemplo). Para os bens duráveis (eletrônicos, roupas, eletrodomésticos, por exemplo) são 90 dias da data da compra.

Pode trocar roupa depois de lavar?

Não é incomum que a roupa desbote após ser lavada. Se isso acontecer, desde que o consumidor tenha seguido as instruções de lavagem, terá direito à troca. Os cosméticos e alimentos que apresentarem vícios, que são considerados produtos não duráveis, devem ser trocados no prazo de 30 dias.